VetLab Medicina Laboratorial Veterinária

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Perguntas Freqüentes

1) Para realizar exame do meu animal é necessário o pedido do Médico Veterinário?
Sim, só o Veterinário poderá saber qual exame seu animal precisa fazer.
2) Todo o exame de sangue tem que ser em jejum?
Nem todos. Para alguns exames caracterizados como urgentes o jejum não é necessário. Em situações normais, o tempo de jejum varia de acordo com o exame requisitado.
Por exemplo, no caso da Glicose são necessárias de 8 a 12 horas de jejum. Para Colesterol e Triglicerídeos são necessárias de12 horas.
Seu Veterinário poderá esclarecer o tempo de jejum ideal para cada exame.
3) Água quebra jejum?
Geralmente não. A água pode ser ingerida na quantidade habitual, a não ser que o veterinário tenha feito alguma recomendação especial a esse respeito. Convém, no entanto, toma-la com moderação, pois seu excesso pode interferir nos exames de urina.
4) Ave precisa fazer jejum?
Nem sempre. O jejum pré-estabelecido poderá ser reduzido ou até mesmo dispensado, dependendo de cada situação clínica. Para cada exame poderá haver necessidade de orientação específica.
5) Para realizar Hemograma, o animal precisa fazer jejum?
Quando solicitado pelo veterinário, como exame de rotina, sim, preferencialmente com jejum de 04 horas. Porém, em casos de urgência, este pode ser dispensado.
6) A urina do meu animal pode ser coletada no dia anterior ao exame?
Não, quanto mais rápido for trazida após a coleta, melhores serão as condições de análise, não devendo permanecer guardada de um dia para o outro.
7) Por que a urina não pode ficar em temperatura ambiente?
A urina poderá ficar em temperatura ambiente até 60 minutos após a coleta. Após este período, deverá ser acondicionada no gelo para evitar o crescimento de germes contaminantes (bactérias).
8) Remédios ou medicamentos interferem nos exames?
Vários medicamentos interferem diretamente nos exames laboratoriais, principalmente nas dosagens bioquímicas e hormonais. Dessa forma, a utilização de qualquer remédio deve ser relatada ao laboratório para que possamos fazer uma real interpretação do seu resultado. Por vezes, dosagens que se revelam fora do limite da normalidade podem ser explicadas pelo uso de determinados medicamentos. O uso de antibióticos por exemplo, leva na quase totalidade das vezes a resultados de urinoculturas negativas. Mesmo se a bactéria presente for resistente àquele determinado antibiótico, a presença da droga na urina inibe muitas vezes o crescimento do germe na placa de cultivo. No caso de exames micológicos, como a pesquisa direta ou o cultivo de fungos, a situação fica mais complicada. Se o antifúngico que estiver sendo utilizado for de aplicação local, este deverá ser suspenso pelo menos duas semanas antes do teste e se for mediante a ingestão de comprimidos, recomenda-se pelo menos quatro semanas sem a medicação. Durante a consulta, informe os medicamentos que seu animal estiver usando, inclusive vitaminas.
9) Por que o esforço físico interfere em alguns exames?
A atividade física repercute de diversas formas nas dosagens laboratoriais, algumas são exemplificadas abaixo:
Durante a atividade física aumenta o consumo, sobretudo de glicose, podendo resultar conseqüentemente em níveis mais baixos desta substância, quando dosados.
A atividade física estimula a liberação de uma série de hormônios como cortisol, falseando os seus resultados.
O esforço muscular resultante da atividade física leva a um aumento de enzimas musculares como a CK (creatinofosfoquinase).
Proteinúira e hematúria também são freqüentes, sobretudo após esforço físico contínuo e prolongado.

7 comentários:

kike disse...

OI, BOA TARDE , TENHO UMA CADELINHA PINTCHER QUE ESTÁ GRÁVIDADE 40 DIAS, E O SEGUINTE, HOJE PASSAVA UMA CARROÇA AQUI EM FRENTE DE CASA, E ELA SE ESCOROU NO MURINHO DA SACADA, E CAIO, NA GRAMA. ALTURA DE 3M, MAS ANTES DELA CAIR NO SOLO, ELA BATEU EM UM COCHÃO QUE ESTAVA ESTIRADO NO MURO DE BAIXO, SERÁ QUE AFETOU EM ALGUMA COISA NOS FILHOTES DELA, ? E SE AFETOU ELA CORRE ALGUM RISCO? DESDE JÁ AGRADEÇO.

Erica solismar disse...

gostaria de saber se quando a cadela esta no cio eo cachorro pega ela uma vez so ja e o suficiente para ter cria ou precisa por ela mais vezes com o macho.

Rayane Soares disse...

ola...gostaria de saber se há alguma explicação para o comportamento do meu cão.
Ele é um dalmata de 1 ano e 2 meses e a 2 dias não tem apetite normal e esta muio amuado...trabalho o dia inteiro no sabado e qndo cheguei neste domingo ele não se levantou e nem brincou comigo como de costume....alias ele é muiiito brincalhao e agora não brinca com nada ( nem com a bola que ele gosta).
estou mito preocupada pois ele esta com o "saco escrotal" (gonodas) maior do que de costume e não esta andando muito (acho que pelo problema dito anteriomente).
você poderia me informar algo a respeito.
PS: ele ainda não cruzou e minha mae disse que ele esta com uma marca nas gonodas que parece de queimadura

Marcela disse...

Bom dia. Gostaria de tirar uma duvida. Tenho uma cadela castrada e ontem percebi que ela esta apresentando um pequeno sangramento, sua vulva nao está enchada. Isso é normal mesmo a cadela sendo castrada??? Achei mt estranho pois da onde vem este sangramento já que ela ñ tem utero e nem ovarios???
O vete dele pediu pra eu observar se o sangramento vai continuar... caso continue é pra eu entrar em contato com ele novamente.
Estou preocupada...
Se alguem puder me orientar melhor eu agradeceria muito.

srta angel disse...

Olá tenho uma cadelinha,quando filhote tomou uma das 3 doses das primeiras vacinas que se toma,cujo não sei o nome,depois ela começou a se debater,ter convulsões,ficar babando,gostaria de saber,qual a doença que ela tem,se tem cura?obs:como sequela,a boca dela fica abrindo e fechando,diretamente !
aguardo a resposta !

Anônimo disse...

Oi eu tenho uma cadela Pintcher
e a alguns dias ela esta doentinha
não quer comer esta triste e as vezes ela vomita uma coisa amarela
e estava tremendo com dificuldade de respirar tem dias que ela esta melhor só que quando eu penso que ela vai melhorar di uma vez ela fica doente di novo eu passo o dia enteiro cuidando dela e eu ja não sei oque fazer
eu ja levei ela no veterinario da minha cidade mais não adiantou eles não são muito competente
ja dei até vermifero e nada
se puder me ajudar agradeço..

daniela disse...

ola, teho uma cadela pitbull de 5anos que tem ¨sarna negra¨ , está com cancer de mama , o tumor esta muito grande e externo que mede aproximadamente uns 15 cm . Ela ja fez alguns exames pra ver se ja afetou outros orgãos: como pulmão, figádo, rins, mas ainda não afetou. E a minha preocupação e saber se ela irá sobreviver a cirurgia, certo que ela é uma cadela muito forte. Eu não a castrei antes por causa da infecção sanguinea. Por favor me ajude, o que devo fazer???